O que é a taxa Selic?

O significado desta sigla é Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. Em resumo, ela representa a taxa que o Banco Central cobra se tiver que emprestar recursos a outras instituições financeiras. Por exemplo: quando o Banco Central afirma que a meta da Selic é 6,25%, significa que ele vai controlar a quantidade de moeda na economia para fazer com que a taxa praticada nas operações junto ao mercado esteja próxima ou igual a essa meta.

Esta taxa, portanto, vai servir como referência para todas as outras taxas de juros praticadas no mercado, incluindo aí o cheque especial, rotativo do cartão de crédito, empréstimos, financiamentos e investimentos em renda fixa. A Selic determina também o rendimento de alguns títulos do Tesouro Direto.

Qual a finalidade da Selic?

Ela é um instrumento do Banco Central para influenciar a inflação da economia. E não é só no Brasil que isso acontece. Todos os bancos centrais fazem política monetária determinando taxa básica de juros.

Quando influencia os juros praticadas no mercado, o Banco Central altera a quantidade de dinheiro circulando na economia: afinal, quanto maior a taxa, menos dinheiro disponível para consumo, o que resulta em menor alta de preços. Um dos efeitos disso também é a queda da atividade econômica do país, o que se relaciona com a taxa de desemprego. O contrário também é verdadeiro: caso o Banco Central decida estimular a atividade econômica, poderá reduzir as taxas de juros, estimulando o consumo, tendendo a gerar uma inflação mais elevada.

Portanto, se a Selic cai, é muito provável que as taxas de juros para o consumidor também vão baixar, o que estimula as pessoas a comprarem mais, o que aumenta o consumo.

Disponibilidade de crédito

Além de influenciar os juros cobrados pelos bancos, as flutuações da taxa básica têm impacto igualmente no ânimo das instituições financeiras em conceder crédito. Na prática, isto significa que com uma Selic alta os bancos vão ter um custo mais alto para captar recursos, caso precisem de dinheiro. Logo, com certeza, serão mais seletivos na concessão de crédito.

Faça a taxa de juros trabalhar para seu bem estar financeiro

Gostamos sempre de dizer:

Quem entende de juros, recebe. Quem não entende, paga.

Se você quer ver o seu dinheiro render mais, conheça nossos cursos: https://hospitaldasfinancas.com.br/cursos-hf/

Share This
×